terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Água para apagar o fogo


Envolvente, lindo, brilhante, rápido, enganoso, destruidor, misterioso e cruel. A tradução perfeita para o ditado 'Nem tudo que reluz é ouro', é o fogo.
Vou dizer o que ninguém parece ver, claro, com toda essa manipulação por quem sabe o que diz e o que vai ter de resposta. Tudo assim mesmo, estudado. Naturalidade não é o seu forte, mas é forte, te agarra com unhas, dentes, coxas e principalmente com os olhos, esses que são dotados por feitiços de cunho maléfico, com um único objetivo de prender a vitima no seu próprio jogo de domínio e conquista, se duvidar puxa até pelos cabelos. A mentira é usada muitas vezes para agradar a presa, que acaba por julgar o fogo inofensivo.

A água, paciente, deixa o fogo se espalhar, derreter corações, porque sabe que rápido ele vem e rápido ele vai. A lentidão é uma dádiva para se analisar com sabedoria todos os aspectos da vida, acelerar o processo é acelerar o fim. Todas as mentiras devem ser combatidas com a verdade e a verdade do gostar não é racionalizada com presentes, por favores extraordinários para impressionar, não. O gostar é simples, basta deixar o sentimento guiar até onde ele pertence, fluido, como um rio.

Antagônicas nos propósitos da vida, cada um tem seu papel e espaço, mas só a água pode deter o fogo e não o contrário.

2 comentários:

Anônimo disse...

Atenção as verdades são várias, as sua, as minhas e as de outros, como entender e avaliar e supesar, senão com atitudes e por vezes as atitudes são antagónicas, também. Ok, deixemos a água actuar sobre fogo, mas fiquemos atentos á surpresas, tá? Beijão.

Meg Artes Finas disse...

GOSTEI MUITO DE SEU BLOG, VENHA ME VISITAR TAMBÉM...ABRAÇOS!