quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Must be magic

A magia da dança entrou na minha vida de novo como um doce que você lembra ter comido na infância, mas que nunca mais tinha provado porque se distanciou daquela vendinha da esquina, que era o único lugar que vendia aquele doce com um gosto tão particular e que te fazia sentir tão bem quando comia. E um determinado dia você encontra o mesmo doce numa outra vendinha que encontrou por acaso, quando tomou um caminho diferente pra casa e decidiu perguntar, sem compromisso, se tinha algum doce, e viu na prateleira, num cantinho onde talvez numa situação corriqueira nunca teria prestado atenção, mas naquele dia olhou pra aquele exato lugar e viu o doce que tanto gostava e podia ate sentir o sabor só por olhar... “moço, pega pra mim aquele doce, por favor!?” ... e quando tocou na boca, sentiu novamente o mesmo prazer, e pode relembrar da alegria de quando era criança। O doce tinha gosto de felicidade, essa que você não sentia a muito.


Bjo
Karla Brito

4 comentários:

Camiℓa Oℓiveira disse...

Que doce é esse? Que dança é essa? Deve ter um gosto de quero mais. Adoro.

J. Lira disse...

Dancing through life... hehee. Devore esse doce!

um ser mal-criado disse...

um doce...
um doce...
eu disse q tu ia gostar de doce...
hehehe...
=***...

Maria Clara disse...

Dança, dança, dança... Nossa! Como eu sou suspeita pra falar dela, é minha vida!!!